Amurane satisfeito com engajamento dos munícipes na Governação Participativa

0
551

O Presidente do Município de Nampula, Mahamudo Amurane, reunido na manhã de hoje, 28/02, com diversos actores da Sociedade Civil, mostrou-se satisfeito com o nível de apropriação e participação da Comunidade nampulense nos processos da governação participativa e inclusiva no Município. Neste encontro agendado pelo Edil, os representantes do povo colocaram de forma aberta as suas opiniões, propostas e contribuições para melhoria e avanço dos projetos do Orçamento participativo de Nampula.

Neste encontro, Amurane chamou atenção novamente ao Governo Nacional através do Fundo Nacional de Estradas que não canaliza fundos para realização de obras no Município desde 2014, reafirmando que o Fundo Nacional de Estrada tem um empregado do povo, este empregado é o seu PCA que deve ser demitido imediatamente das suas funções.

Amurane explicou que desde que iniciou este processo de governação participativa no primeiro ano da sua governação como Edil de Nampula, o Município teve vários ganhos em termos de infra-estruturas escolhidas pelo próprio povo, com realce para a construção de mercados, estradas e pontes. Foram também construídas, estações de captação e furos de água assim como construção de salas de aulas e entregue mais de 300 carteiras escolares no âmbito do Orçamento Participativo, feitas com fundos provenientes de receitas próprias do Município.

Respondendo as ansiedades dos munícipes, o Edil explicou que pese embora a crise financeira que o país atravessa, que tem afectado no andamento de algumas obras do OP, assegurou que todas obras em curso neste processo participativo com impacto social serão concluídas. Amurane encorajou o a estes representantes a não cruzarem os braços e levantarem a cabeça face e esta crise, a serem portadores e disseminadores de mensagens aos munícipes deque é possível com as nossas contribuições de cidadania pagando os impostos e taxas construir-se um belo município sem depender de mãos estendidas de doações externas.

Neste encontro a coordenadora do Orçamento Participativo responsável pelo processo anunciou que todos os projetos do Orçamento Participativo referentes ao ano de 2015 foram concluídos com êxito, o que torna o Município de Nampula, o modelo indiscutível de seriedade no trabalho, de inclusão participativa dos cidadãos na tomada de decisão.

PARTILHAR